quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Querer saber o que ser



Quero ser tanto que nem mesmo sei o tanto que quero ser.
Quero ser tanto que nem mesmo sei o quanto quero ser.
Quero ser tanto que nem mesmo sei como quero ser.
Quero ser tanto que nem mesmo sei como vai ser.
Quero ser tanto que nem mesmo sei...
Quero ser.
Não sei.
O tanto.
Quero ser
e sei mesmo
que não sei
se sei o que quero ser
Mesmo sendo, será que serei?
Mesmo sabendo, será que serei?
E se eu não souber, quando saberei?
E se eu souber, quanto serei?
E se eu for sem saber?
E se, sem saber, eu souber?
E se eu souber e, mesmo assim, não ser?
E se, mesmo assim, acontecer, o que será de mim?

Um comentário:

Natália Campos disse...

Lindo, muito lindo. Cantei seus versos :)