sexta-feira, 1 de março de 2013

À noite, o sol também sonha

Dó de mim
se lá
o sol
da ré.

Mas farei-me
sol lá
dentro de quem
houver alguém
Sim,
sem dó
com sol, sim
lá, sem recuar
de mim
[A peça ideal para o título seria - a 
inspiração - "Lá se dorme um sol em mi menor", 
verso da música Pena, do Teatro Mágico.]

3 comentários:

Vanessa Carvalho disse...

estou só
mas
estou sol.


flores.

Louise Mira disse...

Olá, querida!

Fiquei emocionada em ver um comentário seu em meu blog antigo. Saiba que não parei de escrever: meu blog agora mudou para alma-hippie.blogspot.com. Espero você por lá! É muito importante ouvir palavras de motivação como as suas! Abraço.

A. Marques-Rodrigues disse...

Ia ser curioso tocar este seu poema no piano...